Rieu

25/06/2017

Porque Parece Ser Mais Difícil do que Nunca Ser Espiritual






Porque Parece Ser Mais Difícil do que Nunca Ser Espiritual

Nos últimos anos, muitos amigos e alunos têm-me dito que é cada vez mais difícil investir em espiritualidade. A atmosfera energética parece mais "pesada" do que há uma década, ou mais. Existe uma cortina que cobre a grande importância de uma simples meditação matinal, ou de uma oração nocturna. Estamos a viver numa era de paradoxos, em que esta coisa a que chamamos espiritualidade é, simultaneamente, mais necessária do que nunca antes na história e no entanto mais difícil. Porque é que é mais necessária do que nunca? E porque é que é tão difícil?

Bom, olhemos em redor. Não é preciso mais do que uma olhadela aos jornais para ver o caos que nos rodeia. Todos os dias ouvimos sobre novos desastres, somos atormentados pelo terror e afligidos pela perda de tantas almas.

Seria lógico que com tanta negatividade no mundo de hoje, sentíssemos uma intensa necessidade de espiritualidade. No entanto, e ao mesmo tempo, os nossos esforços em estudar e tomar ações tornaram-se mais desafiantes.

Frequentemente as pessoas perguntam: como vamos nós acreditar que em tempos assim podemos ter um impacto positivo no mundo? Afinal, houve almas tão mais elevadas e justas que vieram antes nós... Queres então dizer-me que Moisés e Simão não conseguiram trazer a redenção mas nós vamos conseguir?

A resposta é: só nós o podemos conseguir!

Sabem uma dos ensinamentos essenciais do Kabbalah Centre é o de que a maior escuridão pode revelar a maior Luz. O que quero eu exatamente dizer com isto? Bom, por exemplo, os kabbalistas ensinam que um alma elevada e justa como a de Moisés poderia levar a cabo a ação espiritual mais elevada que isso não chegaria nem perto de revelar mais luz do que se uma pessoa egoísta se excedesse para partilhar algo com alguém.

Vivemos num tempo em que não é fácil ter certeza. Por isso, cada segundo em que conseguimos ter certeza revela mais bondade no mundo do que podemos imaginar. Vivemos num tempo em que não é fácil estender a mão para partilhar com alguém; daí que, ao partilharmos nem que seja um sorriso com um desconhecido na rua, estamos de facto a criar uma abertura por onde a abundância divina pode fluir para as nossas vidas.

Quanto mais difícil for estudar espiritualidade, scanear o Zohar, ser amável, usar palavras positivas, ver o bem nos outros, mais Luz podemos revelar nessas ações.

Esta semana é a porção de Chukat, em que nos deparamos com a queima da vitela vermelha que serve para nos limpar do Desejo de Receber para Nós Mesmos, um desejo mais predominante nos nossos dias do que nunca antes. É nos momentos em que transformamos o nosso Desejo de Receber num Desejo de Partilhar que criamos o Céu na Terra. Esta é uma semana especial. É uma semana que nos pode ajudar não apenas a lembrar-nos de transformar o desejo de receber num desejo de partilhar, mas também a agir em conformidade, a levar-nos a estudar um pouco mais, a partilhar mais, e a agir com mais dignidade humana e gentileza para com o nosso semelhante.

Vivemos numa geração que tem uma maior oportunidade do que tiveram as grandes almas que vieram antes de nós, porque é das profundezas das trevas que podemos revelar a mais brilhante Luz.

Nunca se esqueçam disso.

Desejos de uma semana abençoada

Karen

Se você receber este e-mail de um amigo e gostaria de subscrever : clique aqui

22/06/2017

SOBRE ESTES TEMPOS DE CAOS


SOBRE ESTES TEMPOS DE CAOS
Mensagem de Maria Madalena através de Pamela Kribbe
Abril de 2017

Queridos amigos,

Eu sou Maria Madalena e estou aqui entre vocês. Gostaria de tocar cada um e beijar suavemente seu rosto. Vocês são muito queridos para mim. Eu os amo.

Vejo sua coragem e força e sei que é bem difícil estar aqui na Terra, nesta vibração, onde o medo e a violência ainda dão o tom. Neste momento há muita informação disponível na mídia que exige sua atenção. Tudo de velho e sombrio, que foi reprimido e mantido em segredo, está vindo à tona. A tecnologia moderna tem contribuído para isso, porque ajuda a tornar as coisas mais transparentes na sua sociedade. Estão sendo divulgadas muito mais informações do que nunca antes, e várias práticas e questões sombrias estão sendo expostas, dando a impressão de que há uma intensificação do mal, da escuridão.

No entanto, o que de fato está acontecendo é que agora as coisas estão vindo à superfície, tornando-se mais visíveis do que nunca, porque há um imenso processo de transformação em ação na Terra. O que está sendo exposto à luz são antigas camadas de abuso de poder, de tirania, medo e desespero. E isto é uma coisa boa, porque, com um passo em direção a uma transparência maior, é possível agir de forma diferente. A conscientização vem antes da mudança. É assim que sempre foi.

Esta é a fase de conscientização pela qual a humanidade e a Terra estão passando agora, no nível global. Os processos que estão ocorrendo em cada um de vocês individualmente – o aparecimento de velhas camadas de medo, raiva e dor – também estão acontecendo coletivamente, em grande escala. A notícia boa é que o mundo está pronto para isto. É necessário espaço para permitir que coisas antigas e ocultas venham à tona; e é este o caso agora.

A consciência já mudou; ela está mais aberta para a verdade e a honestidade. Peço a cada um de vocês que sinta isto no fundo do seu ser. Sinta um fluxo de consciência que está focalizado na abertura e transparência, na busca da verdade e na denúncia da injustiça e deslealdade. Este fluxo de consciência existe no mundo, então conecte-se com ele.

Este é o fluxo de consciência no qual sua alma quer se mover, porque ela deseja contribuir com a revelação de mais verdade. Há um impulso poderoso na sua alma para sustentar a transformação da consciência, mas há também confusão na sua mente, porque sustentar a transformação da consciência significa muitas coisas. A primeira é que é preciso afastar-se da antiga e ser completamente honesto a respeito dos seus próprios sentimentos e motivos. Em outras palavras, é preciso que você seja transparente consigo mesmo, pois somente assim poderá ser um exemplo para os outros.

Você se encontra no caminho pessoal da sua alma para se transformar em trabalhador da luz ou trabalhador da consciência. Está se tornando um professor, na medida em que se afasta da consciência antiga, à qual ainda está vinculado. Ao mesmo tempo, este é um passo que ainda pode lhe incutir medo e sensação de solidão, pelo menos temporariamente. Reconheça seu desejo de conhecer a verdade, seu desejo de ajudar a mudar este mundo, seu anseio por uma nova Terra em harmonia com a natureza, seu desejo de um mundo repleto de pessoas que possam rir e crescer novamente, sendo autênticas, livres de medos e da tirania do passado.

Seu anseio por tudo isto é muito intenso; é o seu sonho, seu ideal. Sinta como isto o torna diferente… o fato de saber que você já tem um “pé” (o da sua alma) fora da ordem estabelecida. Por um momento, identifique-se completamente com este aspecto seu – o revolucionário; aquele que enxerga tudo o que é sombrio e oculto e deseja levá-lo para a luz da consciência; aquele que deseja ajudar o novo a nascer. Isto é você! E enquanto assume este aspecto cada vez mais, você passa por um processo interno profundo, que aos poucos vai libertando-o dos medos e das velhas compulsões. Tenha respeito por sua própria coragem e determinação!

Muitos estão confusos sobre a situação atual do mundo. O mundo está num caos, e a vida emocional da maior parte das pessoas da Terra está caótica. Todos estão buscando, e devido ao grande número de mudanças e à quantidade imensa de informação disponível, as pessoas agora percebem muito mais quais são suas possibilidades, como elas podem se desenvolver, como estão sofrendo e o que lhes causa dor. Tudo é muito mais consciente.

Antes que possa haver harmonia e paz internas, a inquietação e a dor se tornam maiores. E este é o resultado de tornar-se consciente – você não consegue mais esconder essas coisas. Você vê essa dor e sente, em seu coração, a necessidade de aliviá-la nos outros. Ao mesmo tempo, como você também tem suas próprias dores, fica confuso sobre quem você é, qual é o seu lugar ou qual é o seu caminho.

Agora, imagine que você vê a Terra e as pessoas que nela habitam como um grande globo. Você se encontra fora dele e observa-o de cima, enxergando-o como uma esfera gigantesca com muitas energias. Há muita busca na Terra, e também, muita dor. Simplesmente observe as cores dessa esfera. Veja como elas fluem e se movimentam; não apenas as nuances do caos, mas também o impulso para inovação. Observe e sinta o que esse globo está fazendo, mas saiba que você pode manter-se do lado de fora dele, desvinculado dele, observando-o de forma imparcial.

Agora dê um passo para trás e mude o foco da sua consciência, afastando-a do globo e trazendo-a para si mesmo. Você observou cuidadosamente a Terra e a energia da humanidade. Agora concentre sua atenção totalmente em você e veja-se como uma forma de energia; não mais como um ser humano, mas como uma aparência energética.

Observe seu coração. Sinta o quanto a dor e o sofrimento da humanidade o têm tocado. Sinta sua compaixão, seu desejo de luz. Talvez você consiga perceber isto mais clara e especificamente em relação às pessoas que fazem parte do seu cotidiano, aos seus entes queridos, porque lhes deseja tanta luz, amor e cura. Observe o que estas coisas provocam em seu coração. Elas oprimem seu coração? Quando sente a dor de outra pessoa, você está conectado a ela através de um cordão de energia que contém energias escuras, e por isto sofre junto com ela. Você não se faz maior, você não se eleva acima dessas energias, mas se arrasta para dentro da pele da outra pessoa e sofre junto com ela. No entanto, ao mesmo tempo, sente-se impotente para mudar qualquer coisa.

Observe as energias que você carrega do mundo externo, que não são suas, mas que fazem seu coração pesar. Permita que esse fluxo de energia tome a forma de uma cor escura, ou uma sensação de peso, e veja como ela se apresenta ou em que ponto da sua aura ou corpo ela se manifesta.

Em seguida, dê outro passo para trás. Deixe de lado esse cordão energético, essa cadeia de compaixão, que o está oprimindo e fazendo com que doe demais. Dê um passo para trás e corte esse cordão, libertando-se dele. Se achar difícil fazer isto, imagine que eu estou com você e o convido a fazê-lo. Segure minha mão e veja em meus olhos que é bom que você se desapegue disso. Agora é o seu momento! Deixe as energias escuras, cinzentas, fluírem para longe de você e, então, envolva-se com luz. Essa luz simplesmente está aí; você não precisa cria-la; ela é sua… ela é a luz que você suprimiu. Permita-se ser completamente envolvido por essa luz, seja qual for a cor que ela assuma.

Agora você está mais longe ainda da Terra e das outras pessoas. Está bebendo da energia da sua alma, a sua parte que observa e supervisiona, aquela que torna as coisas transparentes. Permita-se ser completamente nutrido por essa energia, da cabeça aos pés, e sinta como sua aura se parece com um ovo inteiro, uma forma oval cuja superfície é impermeável.

Recarregue-se e sinta como você está perfeitamente autorizado a nutrir-se desta forma. Volte ao seu lar interior e desapegue-se de tudo o mais. Você é capaz de respirar e sentir sua inspiração original novamente. Você nasceu para experimentar a alegria. Sinta essa alegria original outra vez, livre de todo o peso. Ofereça isto para si mesmo!

Você está confuso, e algumas vezes fica tão envolvido com o sofrimento na Terra, que se esquece de quem você é. Você é um representante da nova energia na Terra, especialmente quando está completamente à vontade dentro de si mesmo, quando se sente em casa dentro de suas próprias fronteiras. Assim você consegue lidar com seus limites; você irradia o novo em sua forma ideal, e não há nada a mudar.

Sendo totalmente você mesmo, você irradia uma nova consciência que não tem como não tocar outras pessoas. Aqueles que estão prontos são tocados por você, sem que você tenha que ultrapassar seus próprios limites, sem que tenha que se esgotar, se esforçar ao máximo ou batalhar com a dor e o sofrimento dos outros. Não há mais necessidade de nada disso na nova energia.

Agora imagine que esse ovo energético, dentro do qual você se sente seguro e leve, flutua lentamente de volta à Terra. À medida que a Terra fica mais próxima, você se sente leve e transparente, e sabe que as vibrações da Terra e o medo que vivem lá não podem afetá-lo. Veja esses medos como vibrações cinzentas que flutuam naturalmente ao redor do seu ovo, porque não podem entrar nele. Você se apega à sua própria energia – sua plenitude concentrada – e sente-se sustentado por mim, pela sua própria alma, por tudo que é bom, leve e alegre. Você tem permissão para estar aqui desde o mais profundo do seu ser, que é leve, alegre, amplo, belo e livre.

Imagine que agora você pousa na Terra. Você está num corpo terreno, com seus dois pés firmemente apoiados no solo. Imagine-se num lugar na natureza, com seus pés descalços sobre a grama, ou numa praia, ou em qualquer outro lugar de sua escolha. E traz tudo consigo: sua alma, sua força interior, sua resiliência, sua intuição…. Sintonize-se com este planeta, a Terra. Sinta como ela o vê quando você se coloca em pé por suas próprias forças. Consegue perceber o entusiasmo dela? Ela irá sustenta-lo, dar-lhe raízes e capacitá-lo.

Agora imagine que você está caminhando pelo centro de uma cidade, onde há muita confusão. Esse lugar não é apenas fisicamente movimentado. Há pessoas, carros, barulho, mas há também uma energia mais inquieta, mais caótica. Todos esses sentimentos, emoções e humores das pessoas giram ao seu redor, e há pouco do mundo natural que possa proporcionar calma e equilíbrio. No entanto você está lá, dentro do seu ovo feito de energia luminosa – a sua própria energia.

Imagine o seguinte: você está no meio de uma rua, ou de uma calçada. Tome um tempo para realmente se colocar nesse lugar. No meio de todo esse concreto da cidade, você está consciente da Mãe Terra, pois ela também está lá. Como resultado da presença dela, você toma consciência do coração de todas as pessoas que estão caminhando por ali. No meio de todas as emoções superficiais – da confusão, da pressa, da impaciência – há um coração que vive em cada ser humano. Permaneça desvinculado de todas essas energias confusas que se movem ao seu redor, e concentre-se nesses corações.

Você se sente muito firme porque existe um espaço invisível ao seu redor. Mesmo quando as pessoas caminham perto de você, esse espaço continua aí. Sinta-se firmemente aterrado. Você está conectado com todas essas pessoas, no entanto isto não precisa preocupa-lo. Sinta a promessa que existe no coração de cada uma delas. Sinta que, no coração de cada ser humano, há o desejo e a busca da verdade, da luz, embora algumas vezes essa verdade só possa ser encontrada através de caminhos sinuosos. Entretanto, isto faz parte do percurso do ser humano.

Sinta o enorme poder e resistência das pessoas, e veja como existe uma lógica no estilo particular de cada uma… uma direção, um propósito. Confie em seus corações. Não lhes negue as reviravoltas de suas estradas; não tente endireita-las; este não é o seu trabalho. Sua função é puramente tocar seus corações através da sua própria presença e consciência; e você já está fazendo isto ao estar presente.

Imagine que você se encontra no meio dessa rua e sente, em seu coração, uma suave intenção de atingir os corações de todas aquelas pessoas com uma carícia, um toque delicado, e apenas isto. Com este gesto, você apenas diz “Eu vejo você”, e permanece tranquilamente em sua própria energia, em seu próprio campo, mantendo conexão com seu abdome, suas pernas e pés, e sentindo-se livre.

Este é o seu “trabalho”: ser diferente, mas ainda estar no meio do mundo; para ajudar, mas não para se perder no sofrimento e dor dos outros; para doar do seu coração. Por um lado, você se afasta da sociedade, mas por outro, você se conecta com ela a partir do coração. E ao fazer isto, cumpre o propósito da sua alma, e este é o seu desejo mais precioso. Deste modo, você contribui para um mundo diferente e melhor, mas também se liberta do antigo; liberta-se daquilo que o vinha mantendo preso ao medo.

Onde quer que você se encontre nesta jornada, peço-lhe que respeite a si mesmo, e se recolha nas profundezas do seu ser regularmente, desligando-se do que o prende a tudo o mais, para vivenciar a beleza e o poder da sua alma. A partir daí você pode voltar a caminhar pelo mundo, sabendo que não há tantas coisas que você precise fazer. Trata-se realmente de estar totalmente em casa dentro de si mesmo, de respeitar a energia da sua própria alma, e a partir daí, seguir suavemente o fluxo da vida.

Eu saúdo todos vocês com o maior respeito. Sintam a admiração que tenho por todos aqui presentes. Vocês são os professores deste novo tempo. Muito obrigada!

© Pamela Kribbe
http://www.jeshua.net/home/home7.htm
Tradução de Vera Corrêa:veracorrea46@gmail.com

Lua Nova junho/2017 - "Momentão Astrólogico"

Lua Nova de Junho de 2017 um Super “Momentão” Astrológico!!
Hoje entramos no Inverno de 2017 no Hemisfério Sul e no Verão do Hemisfério Norte. Tivemos o Solstício nesta madrugada. São momentos fortes energeticamente pela conexão mais direta entre o Sol e o eixo da Terra, quando há a mudança na irradiação solar, sempre a cada mudança de estação do ano em cada hemisfério.
No próximo dia 23/6/17 acontece uma fortíssima Lua Nova. Teremos na primeira Lua Nova de nosso Inverno, a conjunção de Sol, Lua e Mercúrio (alinhando mente, coração e essência do EU), todos conectados e opostos a Saturno (com orbe estendida que pratico).
Considerando ainda que Saturno encontra-se retrógrado, fazendo quadratura a Quirom e este por sua vez também está em quadratura com o trio Lua, Sol e Mercúrio. Completa-se uma formação poderosa que nos permite um realinhamento de todo nosso ser.
Também envolvendo Saturno, temos ainda um maravilhoso Grande Trígono com energia libertária de muita intensidade. Estão neste grande aspecto junto a Saturno (regente do Karma), Urano (regente da Liberdade) e  Nódulo Lunar Norte (regente do Plano Divino). Esta energia completa a magnitude deste “Momentão Astrológico” tão intenso quanto benéfico e verdadeiramente preponderante para quem busca a plenitude.

Isto ocorre na hora certa, pois, faz-se muito necessário, de fato, quase urgente,  este reajuste de nossos corpos emocional, mental e espiritual com nosso Eu Divino e  inclusive e principalmente  com a nova vibração Cósmica.
Precisamos nos alinhar a estas alterações na Vibração Cósmica de maneira a acompanharmos a evolução e de não nos permitirmos a sintonia com as baixas vibrações.
Pois, neste momento ambas as forças, a Luz e a Escuridão, estão muito intensas, devemos estar atentos. Afinal, cabe unicamente a cada um de nós, a decisão de escolha de com qual destas energias queremos comungar!
Por isto os Mestres nos dizem que é chegado um momento há muito esperado...vivemos uma fase de definições, da separação do Joio e do Trigo. Agora, ou se é uma coisa, ou se é outra. Não temos meio termo, devemos nos decidir com seriedade e arcarmos com esta decisão. Até porque, a colheita do que se plantou é inevitável e agora mais do que nunca, é imediata e definitiva.
Exatamente por tudo isto, é que uma oportunidade de realimento de nossos corpos com nossa essência, como a que temos agora, é tão preciosa!!
Precisamos aproveita-la com toda nossa intensidade, profundidade e verdade. Façamos sempre o melhor que pudermos, pois, a cada passo de hoje definimos a nossa chegada no amanhã!!!
Claudia Lazzarotto – Astróloga Kármica.

Atmosfera Espiritual

Atmosfera Espiritual
 Autor: Allan Kardec
 
O Espiritismo nos ensina que os Espíritos constituem a população invisível do globo, que estão no espaço e entre nós, nos vendo e nos acotovelando sem cessar, de tal sorte que, quando nos acreditamos sós, temos constantemente testemunhas secretas de nossas ações e de nossos pensamentos. Isto pode parecer incômodo para certas pessoas, mas uma vez que assim é, não se pode impedir que o seja; cabe a cada um fazer como o sábio que não tinha medo de que sua casa fosse de vidro. Sem dúvida nenhuma, é a esta causa que é preciso atribuir a revelação de tantas torpezas e más ações que se cria enterradas na sombra.
 
Além disso sabemos que, além dos assistentes corpóreos, há sempre ouvintes invisíveis; que sendo a permeabilidade uma das propriedades do organismo dos Espíritos, estes podem se encontrar em número ilimitado num espaço dado. Freqüentemente, nos foi dito que, em certas sessões, estavam em quantidades inumeráveis. Na explicação dada ao Sr. Bertrand a propósito das comunicações coletivas que obteve, foi dito que o número dos Espíritos presentes era tão grande, que a atmosfera estava, por assim dizer, saturada de seus fluidos. Isto não é novo para os Espíritas, mas não se deduziu disto talvez todas as conseqüências.
 
Sabe-se que os fluidos emanado dos Espíritos são mais ou menos salutares segundo o grau de sua depuração; conhece-se o seu poder curativo em certos casos, e também seus efeitos mórbidos de indivíduo a indivíduo. Ora, uma vez que o ar pode estar saturado desses fluidos, não é evidente que, segundo a natureza dos Espíritos que proliferam em um lugar determinado, o ar ambiente se acha carregado de elementos salutares ou malsãos, que devem exercer uma influência sobre a saúde física tão bem quando sobre a saúde moral? Quando se pensa na energia da ação que um Espírito pode exercer sobre um homem, pode-se admirar daquela que deve resultar de uma aglomeração de centenas ou de milhares de Espíritos? Esta ação será boa ou má conforme os Espíritos derramem no meio dado um fluido benfazejo ou malfazejo, agindo à maneira das emanações fortificantes ou dos miasmas deletérios, que se esparramam no ar. Assim podem se explicar certos efeitos coletivos produzidos sobre as massas de indivíduos, o sentimento de bem-estar ou de mal-estar que se sente em certos meios, e que não têm nenhuma causa aparente conhecida, o arrastamento coletivo para o bem ou o mal, os impulsos gerais, o entusiasmo ou o desencorajamento, por vezes espécie de vertigem que se apodera de toda uma assembléia, de todo um povo mesmo. Cada indivíduo, em razão do grau de sua sensibilidade, sofre a influência dessa atmosfera viciada ou vivificante. Por este fato, que parece fora de dúvida, e que confirmam, ao mesmo tempo, a teoria e a experiência, encontramos nas relações do mundo espiritual com o mundo corpóreo, um novo princípio de higiene que a ciência, sem dúvida um dia fará entrar em linha de conta.
 
Podemos, pois, subtrair-nos a essas influências emanando de uma fonte inacessível aos meios materiais? Sem nenhuma dúvida; porque do mesmo modo que saneamos os lugares insalubres destruindo- lhes a fonte dos miasmas pestilentos, podemos sanear a atmosfera moral que nos cerca, subtraindo-nos às influências perniciosas dos fluidos espirituais malsãos, e isto mais facilmente do que não podemos escapar às exalações pantanosas, porque isto depende unicamente de nossa vontade, e ali não estará um dos menores benefícios do Espiritismo quando for universalmente compreendido e sobretudo praticado.
 
Um princípio perfeitamente averiguado por todo Espírita, é que as qualidades do fluido perispiritual estão em razão direta das qualidades do Espírito encarnado ou desencarnado; quanto mais seus sentimentos são elevados e livres das influências da matéria, mais seu fluido é depurado. Segundo os pensamentos que dominam num encarnado, ele irradia raios impregnados desses mesmos pensamentos que os viciam ou os saneiam, fluidos realmente materiais, embora impalpáveis, invisíveis para os olhos do corpo, mas perceptíveis para os sentidos perispirituais, e visíveis para os olhos da alma, uma vez que impressionam fisicamente e tomam aparências muito diferentes para aqueles que estão dotados da visão espiritual.
 
Unicamente pelo fato da presença dos encarnados numa assembléia, os fluidos ambientes serão, pois, salubres ou insalubres, segundo os pensamentos dominantes sejam bons ou maus. Quem traz consigo pensamentos de ódio, de inveja, de ciúme, de orgulho, de egoísmo, de animosidade, de cupidez, de falsidade, de hipocrisia, de maledicência, de malevolência, em uma palavra, pensamentos hauridos na fonte das más paixões, espalha ao seu redor eflúvios fluídicos malsãos, que reagem sobre aqueles que o cercam. Numa assembléia, ao contrário, onde todos não trouxessem senão sentimentos de bondade, de caridade, de humildade, de devotamento desinteressado, de benevolência e de amor ao próximo, o ar estará impregnado de emanações saudáveis no meio das quais sente-se viver mais comodamente.
 
Se se considera agora que os pensamentos atraem os pensamentos da mesma natureza, que os fluidos atraem os fluidos similares, compreende-se que cada indivíduo conduz consigo um cortejo de Espíritos simpáticos, bons ou maus, e que assim o ar está saturado de fluidos em relação com os pensamentos predominantes. Se os maus pensamentos estão em minoria, eles não impedirão as boas influências de se produzirem, mas as paralisam. Se eles dominam, enfraquecem a irradiação fluídica dos bons Espíritos, ou mesmo por vezes, impedem os bons fluídos de penetrar nesse meio, como o nevoeiro enfraquece ou detém os raios do sol.
 
Qual é, pois, o meio de se subtrair à influência dos maus fluidos? Este meio ressalta da própria causa que produz o mal. Que se faz quando se reconheceu que um alimento é contrário à saúde? É rejeitado, e se os substitui por um alimento mais sadio. Uma vez que são os maus pensamentos que engendram os maus fluidos e os atraem, é preciso se esforçar de deles não ter senão bons, repelindo tudo o que é mau, como se repele um alimento que pode nos tornar doentes, em uma palavra, trabalhar pela sua melhoria moral, e, para nos servir de uma comparação do Evangelho, "não só limpar o vaso por fora, mas limpá-lo, sobretudo, por dentro."
 
A Humanidade, em se melhorando, verá se depurar a atmosfera fluídica no meio da qual ela vive, porque não a rodeará senão de bons fluidos, e que estes últimos oporão uma barreira à invasão dos maus. Se um dia a Terra chegar a não ser povoada senão por homens praticando entre eles as leis divinas, de amor e de caridade, ninguém duvida que não se encontrem nas condições de higiene física e moral diferentes daquelas que existem hoje.
 
Esse tempo está ainda longe, sem dúvida, mas em esperando-o, estas condições podem existir parcialmente, e é nas assembléias espíritas que cabe dar-lhe o exemplo. Aqueles que tiverem possuído a luz, serão um tanto mais repreensíveis quanto terão tido entre as mãos os meios de se esclarecer; incorrerão na responsabilidade dos atrasos que seu exemplo e sua má vontade terão levado na melhoria geral.
 
Isto é uma utopia, uma má declamação? Não; é uma dedução lógica dos próprios fatos que o Espiritismo nos revela a cada dia. Com efeito, o Espiritismo nos prova que o elemento espiritual, que, até o presente, foi considerado como antítese do elemento material, tem, com este último, uma conexão íntima, de onde resulta uma multidão de fenômenos inobservados ou incompreendidos. Quando a ciência tiver assimilado os elementos fornecidos pelo Espiritismo, ela nele haurirá novos e importantes recursos para apropria melhoria material da Humanidade. Assim, cada dia vemos se estender o círculo das aplicações da doutrina que está longe, como alguns o crêem ainda, de estar restrita ao pueril fenômeno das mesas girantes ou outros efeitos de pura curiosidade. O Espiritismo, realmente, não foi tomado em seu vôo, senão do momento em que entrou na via filosófica; é menos divertido para certas pessoas, que nele não procuravam senão uma distração, mas é melhor apreciado pelas pessoas sérias, e o será ainda mais, à medida que for melhor compreendido em suas conseqüências.
Fonte:
Revista Espírita
Ano X – MAIO 1867 – VOL. 5

20/06/2017

COMANDO DOS “EUS”

COMANDO DOS “EUS”

Oh! Divina Presença ancorada em meu coração neste Universo Local!

Eu (nome de batismo) invoco parte de mim mesma (o) , dos meus “Eus” espalhados por esse Universo Infinito.

Agregue em mim o melhor e necessário dos meus “EUS” Paralelos, Simultâneos e Futuros.
Que eu receba abundância e prosperidade de um Eu paralelo que esteja nessa frequência divina.

Agregue em mim a energia da saúde perfeita e de tudo que eu necessite neste presente agora…Portanto, que eu receba em nome do Criador direto da fonte o melhor da parte de mim mesma (o), para a harmonia e ascensão de todos os meu “EUs” na unidade da Luz.

Oh! Divina Presença! Em seu nome peço e comando que a Cura Sagrada em todos os níveis em que esteja experenciando meus “EUs”, que agregue agora neste EU que EU Sou neste Universo Local. Eu comando que se manifeste agora!

Oh! Divina Presença! Eu invoco para mim, agora, a longevidade e eterna juventude dos meus “EUs” Paralelos, Simultâneos e Futuros, que agregue e manifeste, agora, nesta vida deste Universo Local.

Oh! Divina Presença! Eu invoco em seu nome a harmonia e a paz que já temos em outros Universos, nas relações em que encontramos agora. Una todos os meus “EUs” e que possam chegar até mim e agregar o melhor para a ascensão e evolução deste EU presente que EU Sou.

Oh! Parte de mim mesma(o) em todo os Universos Paralelos, eu declaro que somos uma só Consciência Monádica dentro do Criador…na fonte infinita da Luz.

Somos Um Só! Aumente em mim a potência do Amor, Sabedoria e do Entendimento da Manifestação dos Atributos de Deus em Mim!

Oh! Meus “EUs” Paralelos, Simultâneos e Futuros! Agreguem em mim, agora, em nome da Presena Divina, os dons necessários para que eu possa usar em função da Luz para tudo e todos neste Universo Local.

Eu invoco meus “EUs” que unidos em um só, possamos cumprir o propósito da Luz e que estejamos na Unidade do Amor, Sabedoria e Poder do Criador da fonte infinita.

Oh! Divina Presença! Em seu nome eu invoco parte de mim mesma(o) dos meus “EUs” que estejam na frequência da Plenitude e que agreguem em mim, agora, neste Universo Local.

Que possa chegar até mim, o conhecimento desvelado e a beleza interna que cada um dos meus “EUs” possui e que se manifeste em mim, agora, da Luz do Coração do Criador.

Recebo neste instante, o que eu precisar para minha harmonia e paz. Neste mesmo instante, juntos todos os meus “EUs” unidos num só sopro da Luz que somos.

Peço as bençãos do Deus do Universo em que fui criado…e em nome desse Amor, Poder e Sabedoria, a minha gratidão!

Assim é! Está feito!

Gratidão, Gratidão, Gratidão!

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO - http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO - https://lecocq.wordpress.com
http://www.trilhaestelar.com.br/comando-dos-e/

LUZ!
STELA
--

A Alegria de Dar





A Alegria de Dar 


É engraçado como pensamos que obter o que queremos da vida nos vai fazer felizes. Talvez queiramos encontrar a nossa alma gémea, ou fazer um milhão de dólares, mas vou dizer-vos um segredo: conheço gente que encontrou a sua alma gémea e conheço gente com um milhão de dólares - e são das pessoas mais infelizes que conheço. Até parece que têm problemas como nunca tiveram. E porque acham vocês que isto é assim?

É que não se trata do que conseguimos na vida. Trata-se daquilo que fazemos com as nossas bênçãos. É o que devolvemos ao mundo que molda a nossa vida, que nos define como humanos e constrói a nossa alegria a partir de dentro.

Agora... sei o que vocês estão a pensar. Isso é muito bonito, Karen. Mas com certeza que saberia dar uso a um milhão de dólares agorinha mesmo e seguramente que também saberia o que fazer com um parceiro. Se eu tivesse essas bênçãos eu daria tanto! Faria tanto bem com elas. Bom, chegados aqui eu teria que perguntar: De certeza, a sério que sim?

Há uma parábola sobre um homem que em tempos estivera perdido no mar. Ele procurava e procurava pela linha de costa , mas sem terra à vista ele começou a temer. No seu medo, ele chamou pelo Criador: "Deus, se me ajudares a encontrar o caminho de volta a casa eu vou dedicar a minha vida inteira ao estudo. Eu vou tornar-me uma pessoa mais espiritual. Vou compartilhar as minhas bênçãos com os outros. Vou dar dinheiro aos pobres e de comer aos famintos". Então, lá longe ele descobriu terra à frente. Lágrimas vieram-lhe aos olhos e ele falou de novo com o Criador: "Olha,deixa lá. acabei por descobrir terra por mim mesmo".
É uma história engraçada, não é? Mas, sabem, a verdade é que... todo somos um pouco assim. Acreditamos que quando virmos os milagres vamos ficar melhor. Acreditamos que que assim que "tivermos", vamos então dar. Pensamos que se tivermos um milhão de dólares ... as formas maravilhosas que encontraremos para partilhar. Mas a verdadeira questão é, que vamos nós fazer com as bênçãos que temos neste preciso momento? Se temos um teto sobre a nossa cabeça, será que convidamos pessoas para a nossa casa? Se temos um carro, oferecemos uma boleia a alguém para ir para o trabalho ou levamos alguém que precise ao aeroporto? Se temos algum tempo livre, usámo-lo a alimentar os sem abrigo, ajudando os necessitados ou fazendo voluntariado na nossa comunidade?

Para ficar claro, não estou a falar de um ponto de vista estritamente moral. Todos sabemos que é simpático partilhar. O que nem todos sabemos é que partilhar nos faz mais felizes. "Ter" algo pode dar-nos um prazer temporário, mas é no "dar" que provamos a Luz e experimentamos satisfação duradoura.

Sabem, não precisamos de ir muito longe na porção desta semana para perceber do que se trata. a história começa com a palavras: e Korach tirou... Bom, esse foi o seu problema. Esse foi o início do seu declínio. Isso foi o que levou para longe da Luz e na direção da má inclinação.

Percebemos tudo ao contrário. pensamos que "pegar" nos vai fazer felizes, mas é no dar que experimentamos a verdadeira satisfação da alma. Experimentem-no esta semana e vejam o que acontece. Nos momentos em que mais desejarem tirar como "Korach tirou", façam pausa e encontrem uma forma de dar, em vez disso. Encontrem até uma forma de partilhar fora da vossa zona de conforto. E vejam se não sentem maior satisfação em resultado disso. Aposto que sim!

Desejos de uma semana abençoada
Karen 


Se você receber este e-mail de um amigo e gostaria de subscrever : clique aqui

19/06/2017

Conexão da Semana: A Escolha Sábia

                Conexão da Semana: A Escolha Sábia   

Temos muito que aprender com a porção da Torá desta semana. O povo que havia chegado a beira da terra prometida fora condenado a vagar novamente pelo deserto. Em um forte movimento de oposição, Corach reúne 250 homens da congregação e revolta-se contra Moisés. E é assim que a discórdia toma conta da congregação. Sim, porque embora fossem minoria, o uso da palavra negativa funciona realmente como uma arma de guerra.

Moisés sabia que aqueles homens estavam atraindo grande negatividade e, mesmo com sua dignidade ferida, humildemente tentou estabelecer uma reconciliação. Mas isto não era mais possível. Todos sabemos o quanto é impossível dialogar com aquele que é tomado pelo desejo de receber só para si.

Situações como esta se repetem há milhares de anos na história da humanidade e também em nossas histórias pessoais. E você sabe onde moram os personagens principais, Côrach e Moisés?

Dentro de nós mesmos.

Que nesta semana possamos reconhecer estas nossas duas inclinações: uma inclinação negativa, egoísta, que nos leva para a escravidão e uma inclinação positiva, regida pela humildade e que nos leva à liberdade.

Que possamos escolher com sabedoria!

Shalom!
Atenção: respondendo a diversos emails, todos os nossos 8 livros estão também em formato digital, na Amazon e nas principais livrarias da Net. Segue a mini-aula da semana


[]s Ian Mecler.          

15/06/2017

SEJA O OBSERVADOR


SEJA O OBSERVADOR
Mensagem de Kara Schallock
11 de Junho de 2017

Muita luz está fluindo em nós e em Gaia. Ela chega profundamente em nossos chacras e o nosso DNA. Ela expande a nossa consciência, nosso conhecimento da Divindade. Ela tece todo o nosso ser e nos ajuda a ser mais os novos que pretendemos ser. Isto pode parecer um pouco estranho, como se você aterrissasse em um novo lugar e não tivesse suporte ou familiaridade; como se fosse completamente novo. E bem, é!

Descanse e medite. Ancorar, especialmente com os pés descalços, ajuda muito, como beber muita água pura e ouvir o que o seu corpo quer para você. Enquanto você se afasta mais completamente do velho mundo, você pode se sentir inquieto, pois os afazeres aos quais estava tão acostumado não parecem tão urgentes agora.

Esta Luz é muito útil na dissolução de padrões e limitações de longo prazo. Há mais e mais sincronicidades que podem parecer insignificantes, mas, ainda assim, preste atenção. Não importa o que elas significam. Apenas observe sem a necessidade de saber. Compreenda também que estamos nos desenvolvendo até o Solstício. À medida que nos aproximamos, você pode notar muitas mudanças, dentro e ao seu redor.

À medida que as velhas maneiras estão se dissolvendo, elas também parecem estar ficando mais fortes. É assim que a Transformação funciona. Parece haver uma última respiração frenética que é dada pelo velho. Assim pode parecer, quando você observa, que as coisas estão piores. Confie que isto é simplesmente uma parte do processo.

Simplifique a sua vida tanto quanto possível, de modo que não seja distraído por tantos negócios ou pelos acontecimentos no velho mundo. Não está pior. Está maravilhoso. Enquanto você observa, você pode deixar de julgar se as coisas estão boas ou ruins, em movimento ou estagnadas.

Há um lugar onde muito está ocorrendo, até mesmo quando parece que tudo está tão imóvel em sua vida. É o Grande Vazio. Muito acontece aqui, pois é no Vazio que as suas maiores potencialidades estão sendo energizadas. Estar no Vazio durante a Meditação é uma grande experiência de liberação e de confiança.

Estamos tão acostumados a planejar e a controlar que isto pode parecer muito estranho. Pode ser descrito como um lugar do nada e, no entanto, coisas surpreendentes acontecem aqui. Quando você medita e está completamente sem visões, você está provavelmente no Vazio. Ter visões é muito divertido e, no entanto, não é quando ocorre a grande mudança.

Assim, deixe ir e se permita apenas Ser... sem pensamentos, sem visões, sem planos ou propósitos, sem perguntas... apenas se entregue ao Vazio. Estar no Vazio também ocorre fora da meditação. Você, provavelmente, está em um estado de “Eu não sei” e/ou “Eu não tenho ideia sobre onde ou quem eu sou, ou para onde eu estou indo”. Este é o Vazio. Relaxe, entregue-se, confie.

Esteja em um estado de Curiosidade e de Descoberta, pois tudo é Novo e a melhor coisa a fazer é apenas observar sem precisar fazer algo. Estamos em um espaço muito poderoso e vulnerável, e parte de nós pode querer preencher o “vazio” com algo. Qualquer coisa.

No entanto, se fizermos isto, é bem provável que preencheremos com coisas do velho, pois o Novo não está totalmente manifestado na forma ainda. Não se preocupe em fazer algo ou alinhar as suas intenções. Confie que você está navegando em uma onda da Graça. Confie que você está sendo levado. Você fez tanta purificação que não há problema algum em apenas descansar e permitir. Na verdade, é imperativo que o faça.

Se você prestar atenção a como se sente, você pode notar que simplesmente não pode fazer certas coisas. Por quê? As energias não estão alinhadas ao fazê-las. Enquanto você espera, o mundo não irá desabar ao seu redor e haverá um momento em que tudo estará alinhado para agir.

No velho, abrimos o caminho através de algo. Nós afirmamos: “Eu tenho que fazer isto agora!” No Novo, não há nenhum “tem que”; há muita espera e observação. Permita que esteja bem neste novo espaço. Não é necessário que haja muita pressa. Há tranquilidade em tudo. Quando for o momento de agir, você o sentirá e, então, as coisas fluirão sem esforço.

Muita coisa está diferente. Nossas percepções estão diferentes. Estamos mais conscientes de nossas escolhas e das escolhas dos outros. Podemos ver que uma escolha específica cria um futuro específico e, mesmo assim, isto não é absoluto.

Quando vemos ou ouvimos alguém fazendo ou dizendo uma coisa específica, não a absorvemos automaticamente para que se torne parte de nós. Nós a sentimos. Se ela ressoar, ótimo. Se assim não for, nós seguimos em frente. Esta é a Beleza de observar e de sentir. O sentimento nos diz se ressoamos ou não. Nós não julgamos ou reagimos. Observamos e sentimos.

No velho mundo há julgamento e culpa. Como um observador, você nada faz. Você é livre para deixar ir tudo o que seja dualidade e drama. Pode haver muitos em sua vida que prosperam na dualidade e no drama, mas quando você permanece em seu eu autêntico de Amor, eles deixarão de tentar prendê-lo ao seu “lado”.

Aqueles que ressoam com você e o sentem, estarão com você. Não há prova ou convencimento, ou correção ou ensino. Há apenas ser forte em quem você é.

No velho, as coisas eram sólidas em que se você lia ou ouvia algo, era uma prova e aquilo era aquilo. No Novo, é muito diferente. O Novo se trata de Fluxo. Ele muda e se transforma e está se reorganizando constantemente. Devemos fluir com ele, honrando cada momento e, então, avançando para o próximo.

Este Fluxo nos ajuda a não nos ligarmos a qualquer “truísmo”. Se você precisa se ligar a algo para se sentir seguro, você não está confiando que tudo está em Ordem Divina? Quando a nossa consciência muda, a nossa realidade muda e tudo muda. Não pode ser de outra forma.

Estou também compartilhando algumas breves notas para refletir...

O que isto diz sobre você quando você confia em alguns e não confia em outros?

Quando você confia em alguns e não em outros, há ainda um aspecto da velha energia de desconfiança em você. Quando você confia em outros, você integrou interiormente a Essência da Alma da Confiança completamente, pois tudo é um reflexo de quem você é interiormente.

Quando há a desconfiança interior, há desconfiança exterior. Tudo é um reflexo de você.

Quando você confiar completamente em si mesmo, você será confiado pelos outros.

Recebi esta mensagem durante toda a noite. Ao usá-la consegui ver uma grande diferença, é claro! A mensagem era da Alma. Gratidão e Entrega são aspectos do Amor... Essências da Alma.

O velho mundo não o está liberando muito facilmente. Você não pode controlar isto. No entanto, se você se entregar ao que existe e tiver Gratidão por tudo em sua vida, o controle da morte irá se afrouxar. Todas as vezes que você se queixa ou tenta controlar as coisas, mais você resiste, e como você sabe, ao que você resiste, persiste.

Simplicidade: Podemos ser guiados a deixar ir continuamente coisas, pessoas, planos, regras, confusas e complicadas... qualquer coisa que tenha muitas etapas, regras e complicações.

Simplicidade é Ascensão.

À medida que estabelecemos o nosso foco em nosso núcleo (Coração), compreendemos que a vida é simples. Não há etapas para qualquer lugar, pois tudo está aqui... no interior. Não há obtenção, pois sabemos que tudo está no interior. Não buscamos a Alma Gêmea, mais dinheiro, mais nada. Não há busca. Há somente o conhecimento de que tudo está no interior.

Temos que liberar muito, ainda que os nossos intelectos/egos nos digam que não somos dignos ou que não temos o suficiente. Somos ricos em nossa Abundância e as nossas vidas estão tão cheias de Amor, que não precisamos de mais nada.

Quando estamos em uma onda de elevada energia, como estamos agora, somos capazes de deixar ir certos aspectos do velho com mais facilidade.

Vamos observar as ligações.

Ligações são também vícios e algumas ligações não são as típicas que pensamos.
Então, que tal estas:

Fazer refeições especiais em determinados horários.
Isto é, o café da manhã antes do meio dia.
O almoço ao redor do meio-dia, etc.

Expectativas em torno de determinadas festas, como o Dia das Mães e o seu aniversário.

Ter uma sobremesa depois de certa refeição.

Expectativas sobre como uma pessoa (inclusive você) deve agir

Papéis que você tem ou em que os outros o veem.

Como você se rotula como uma “mãe”, “Curador”, “estudante”, etc.

Há muito mais que nem mesmo pensamos.
Esteja ciente e tenha certeza de que esteja consciente ao escolher.

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO - http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO - https://lecocq.wordpress.com
http://www.soulsticerising.com
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Grata Regina!
LUZ!
STELA

ATUALIZAÇÃO DA ENERGIA DE JUNHO RELACIONAMENTOS KÁRMICOS – AQUI, AGORA

ATUALIZAÇÃO DA ENERGIA DE JUNHO
RELACIONAMENTOS KÁRMICOS – AQUI, AGORA
Mensagem de Lee Harris
13 de Junho de 2017

TEMA EMOCIONAL COLETIVO

- Muitas pessoas estão se sentindo vulneráveis agora. É normal estar experienciando confusão, opressão ou descrença no mundo em geral.

- Este aumento na vulnerabilidade pode criar o drama e o conflito naqueles que não estão cientes de como os seus sentimentos afetam as suas perspectivas e histórias sobre a vida e as reações aos outros.


- Esteja ciente disto e não seja sugado em um drama ou conflito se não for seu – pratique os seus limites amorosos.

- Esteja também ciente de suas próprias reações ao conflito, ao drama e emoções e quando provocados por pensamentos ou eventos. Trabalhe diretamente em perceber o seu sentimento a fim de liberá-lo. Permita-se SENTIR como se sente por alguns minutos no corpo, antes de agir, falar ou reagir.

RELACIONAMENTOS

Há uma enorme mudança ocorrendo nos RELACIONAMENTOS KÁRMICOS agora. Estes são os “relacionamentos de cura”, onde você está participando de desequilíbrios do passado ou contratos de alma – geralmente os maiores relacionamentos de aprendizagem para nós.

Transformações e ascensões nestas relações podem ser mais fáceis agora, SE você aprender como se EXPRESSAR AUTENTICAMENTE e as suas necessidades nelas. Ou onde as ascensões não são possíveis no relacionamento, uma mudança na regularidade, ou um período de menos contato pode acontecer naturalmente neste momento. De qualquer forma, os relacionamentos Kármicos estão SOB O MICROSCÓPIO EM JUNHO.

PICOS DE ENERGIA DISPONÍVEIS EM JUNHO:

APOIO DE DESINTOXICAÇÃO EMOCIONAL:

Estar totalmente presente ao desconforto que você sente irá resultar em RÁPIDA liberação para que você tenha uma maior sensação de liberdade e de presença.

Gratidão Elevada por estar vivo e experienciar a vida, apesar do caos que há, às vezes, ao seu redor.

Sentir-se mais conectado do que nunca com a sua verdade, autenticidade e emoções.
E sem medo de expressar ou demonstrar estes.

Sentir o seu propósito espiritualmente (estando presente a cada momento) e no mundo (sentindo a sua contribuição reverberando para o mundo, de uma maneira que seja recebida).

Sinceras conexões AMOROSAS com outros em ascensão – uma nova facilidade com a intimidade.

BAIXAS DE ENERGIA EM JUNHO

Ficar demasiadamente preso nas emoções intensas que se manifestam como Conflito/Drama nos outros/no mundo em geral.

Afirmação: “Eu libero todas as energias e emoções que não são minhas.”

Distrair-se, não estando presente (por causa da opressão emocional/ansiedade/medo).

Evitar compromissos & Abandonar Promessas com os outros.

Sugestão: Aprenda a ser mais honesto com você mesmo e os outros sobre por que você os está evitando, ou honesto com você sobre por que você está evitando as tarefas.

Se você estiver lutando MUITO:

Observe os seus níveis de DEPRESSÃO ESPIRITUAL e DEPRESSÃO FÍSICA agora.

Você está dando ao seu corpo, ou à sua conexão com o espírito da vida, o que ele precisa para se manter vivo e livre? (Boas pessoas, bons hábitos, atividades e grupos que desenvolvem o equilíbrio emocional.)

Isto é importante e é uma PRÁTICA DIÁRIA para todos nós, mas se você estiver lutando muito, verifique com atenção estas áreas.
Por favor, respeite os créditos ao compartilhar

DE CORAÇÃO A CORAÇÃO - http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO - https://lecocq.wordpress.com
https://www.leeharrisenergy.com
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Grata Regina!
LUZ!
STELA

13/06/2017

Conexão da Semana: Além da Lógica


  Conexão da Semana: Além da Lógica   

A porção da Torá desta semana narra um momento muito especial, quando, após uma caminhada de 40 anos, os Hebreus chegam à beira da Terra Prometida. Neste momento Moisés elege 12 representantes para averiguar as condições da terra. No entanto, a maioria deles é contra a entrada naquela terra, levando o povo a se voltar contra Moisés e, por isso, são condenados a vagar novamente pelo deserto.

Teria sido assim tão grande o pecado deste povo? Se o próprio Moisés selecionou 12 homens de sua confiança e 10 deles afirmaram ser impossível entrar naquela terra, não era lógico acreditar nisto?

Lógico, sem dúvidas. Mas a história daquele grupo jamais havia sido regida pela lógica. Afinal, quantas bênçãos e provas da dimensão do milagre eles já haviam recebido? A Torá está nos contando sobre uma história atual, porque não só eles, como nós também, teimamos em nos esquecer da benção que recebemos a cada dia de vida.  

A conexão desta semana pede-nos a libertação do pensamento lógico e das estatísticas, para  ouvir a voz de Deus, que habita no espaço mais profundo de nosso ser.

Shalom!
Atenção: Nossos cursos on-line chegaram com muita Luz. Grande oportunidade para quem deseja aprofundar. Se informe em nosso site.

 A seguir a mini-aula da semana:http://www.youtube.com/watch?v=xx5nadzMNP4

[]s Ian Mecler.